Home Cidades Campanha efetiva mais de 60 cadastros no Redome

Campanha efetiva mais de 60 cadastros no Redome

0

A ação foi a segunda movimentação da campanha “Servidor Doador” em prol de Maria Eduarda

Na última semana de outubro, aproximadamente 60 servidores municipais participaram da campanha Servidor Doador, encabeçada pela primeira-dama de Cuiabá e a Secretaria de Inovação de Comunicação (Sicom), onde efetuaram o cadastro no Registro Nacional de Doares de Medula Óssea, o chamado Redome. A Prefeitura de Cuiabá disponibilizou o transporte gratuito para a locomoção dos funcionários ao Hemocentro de Cuiabá.

A ação foi a segunda movimentação da campanha “Servidor Doador” em prol de Maria Eduarda, menina de seis anos diagnosticada com a leucemia e que necessita de doação de medula óssea.

De acordo com Marcos Silva Souza, servidor da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, a iniciativa de poder se cadastrar em um banco de dados para uma eventual doação de medula óssea mostra a grandeza do ser humano em ajudar o próximo.” Toda comunidade deveria ter esta consciência de ajudar ao próximo e ter esta noção do alcance que é doar sangue ou plaquetas. Muitas vezes, o pouco pra nós é muito para quem realmente necessita’’, afirmou.

Os Hemocentros Regionais ou mais conhecidos como Bancos de Sangue Públicos são responsáveis por cadastrar os interessados em se tornar doadores de medula óssea. Os dados são agrupados em um registro único e nacional (Redome). Qualquer cidadão pode ser voluntário para a doação de sangue, doação de medula ou de ambos. É importante que este desejo seja explicitado no momento do cadastro.

O processo de busca do doador é simples e totalmente informatizado. O médico responsável inscreve as informações do paciente necessitado do transplante, incluindo o resultado do exame– HLA (exame que identifica as características genéticas de cada indivíduo), no sistema do Registro Nacional de Receptores de Medula Óssea (REREME).

Após aprovação da inscrição do paciente, a busca é iniciada imediatamente. Os requisitos para ser candidato são: ser maior de 18 anos e ter no máximo 55 anos; documento com foto oficial; não apresentar doença infecciosa, incapacitante, neoplásica (câncer), hematológica (sangue) ou de sistema imunológico, além de estar em bom estado geral de saúde.

Segundo a nutricionista voluntária do Redome, Fernanda Cristina, a dificuldade em se encontrar um doador de medula óssea é enorme por isso é “tão importante campanhas voltadas a este assunto”. Ainda de acordo com a profissional, “a conscientização faz com que pessoas que necessitem de medula ou de outras doações, tenham ainda mais esperança no encontro da cura”.

“É muito gratificante ver as pessoas se voluntariando em prol não só da pequena Maria Eduarda, mas de todas àquelas pessoas que aguardam uma compatibilidade para ter sua vida salva e com mais saúde. Quem sabe entre nossos servidores está a cura para alguma pessoa Brasil afora”, disse a primeira-dama.

 

 

 

Fonte: MidiaNews

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe sua resposta