Home Geral Amigos de Lula temem que ele entre em depressão na prisão

Amigos de Lula temem que ele entre em depressão na prisão

0

Segundo eles, Lula estava sempre cercado de gente

Os amigos e assessores mais próximos de Lula estão preocupados com a possibilidade de ele entrar em depressão na cadeia.

MULTIDÃO

Eles afirmam que o ex-presidente costumava falar sem parar, da hora em que acordava até quando ia dormir, sempre cercado de gente. E isso desde criança, já que foi criado com seis irmãos.

NOVO ENDEREÇO

A defesa estuda pedir que Lula seja transferido para uma sala de Estado Maior em dependências militares. Ele teria esse direito já que, como presidente, foi chefe das Forças Armadas.

CAMA MESA E BANHO

Os advogados do ex-presidente Cristiano Zanin e Sigmaringa Seixas puderam ficar com ele por algumas horas na noite em que o petista chegou à prisão. Depois de esvaziar a mala e colocar as coisas dele no armário, ajudaram Lula a fazer a cama.

SUPERMERCADO

Antes que o ex-presidente viajasse a Curitiba, eles tiveram que comprar lençóis, fronhas, toalhas, sabonetes, cobertor e travesseiros para Lula. A Polícia Federal não fornece nada aos presos.

TODO CUIDADO

Na hora de fazer a mala, familiares do ex-presidente questionavam se poderiam colocar chocolates na bagagem. E lixas de unha, que Lula usa diariamente.

SONO

Na pressa, eles esqueceram de colocar o aparelho de apneia que Lula usa quando dorme.

TUDO ERRADO

O ministro Marco Aurélio Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), decidiu que não dará mais entrevistas tamanhas são as distorções que, diz, os jornalistas fazem de suas palavras.

SOB ATAQUE

Mello é defensor histórico da tese de que um condenado só pode ser preso depois que seu processo transitar em julgado. Quando sustentou que a regra vale mesmo para Lula, passou a ser atacado em redes sociais.

VOZ E VIOLÃO

Integrante do grupo Planet Hemp, o músico carioca Bernardo Santos, conhecido como BNegão, apresentará repertório com músicas de Dorival Caymmi em dois shows no Sesc Pompeia, nos dias 28 e 29 deste mês

O TELEFONE TOCA

Petistas estão se organizando para telefonar o dia todo para a Superintendência da Polícia Federal no Paraná, onde Lula está preso, perguntando se ele passa bem. Um deles chegou a ouvir como resposta que o ex-presidente está mais seguro lá dentro do que nas ruas do país.

CIRCULAR

Outro plano em curso é escrever “Lula livre” em notas de reais, para aumentar a circulação da ideia. Um apoiador do petista disse num grupo que a frase circularia mais rápido caso Geddel Vieira Lima (MDB-BA), hoje preso em Brasília, aderisse à campanha —ele se referia aos R$ 50 milhões encontrados num apartamento e atribuídos ao ex-ministro.

DESENCONTRO

A presença de João Doria no palco em que Bruno Covas (PSDB) fez seu primeiro pronunciamento oficial como prefeito de SP, na segunda (9), levou alguns vereadores a se retirarem da solenidade. “Assim que ele [Doria] entrou eu saí correndo”, diz Camilo Cristófaro, líder do PSB na Câmara Municipal.

DESENCONTRO 2

Gilberto Natalini (PV), que também deixou o evento, viu no ato “um uso da máquina da prefeitura para a campanha do Doria” —o ex-prefeito é pré-candidato ao governo de SP pelo PSDB. “Ninguém avisou que ele estaria lá. Me senti usado”, diz.

PRIMEIRO TIME

O jornalista e escritor Zuenir Ventura será homenageado neste ano pela Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo). A entidade já prestou tributo a profissionais como Clóvis Rossi, Elio Gaspari, Dorrit Harazin, Elvira Lobato e José Hamilton Ribeiro.

FAZENDO GRAÇA

O ator francês Vincent Cassel participou de uma esquete gravada pelo grupo de humor Porta dos Fundos. O vídeo, cujo enredo não foi divulgado, será veiculado em duas semanas no YouTube.

NUM PÉ SÓ

O Sesc Interlagos receberá a partir do dia 14 uma mostra sobre o Saci, figura do folclore brasileiro. A exposição reunirá instalações voltadas para o público infantil e representações do personagem nas obras de artistas como Tarsila do Amaral, Victor Brecheret e Ziraldo.

Folha

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe sua resposta