Home Geral 7 truques que seu próprio cérebro usa contra você

7 truques que seu próprio cérebro usa contra você

0

O cérebro é sem dúvida um dos órgãos mais importantes, complexos e incríveis do corpo humano. Ele é o responsável por tudo que fazemos, pela forma com que percebemos o que está em nossa volta, por guardar informações, por desenvolver sentimentos, enfim… São inúmeras suas funções, tanto que se alguma coisa estiver errada, por menor que seja, podemos ter grandes problemas.

Bom, mas você sabia que frequentemente seu cérebro brinca com você? É como se fossem amigos que adoram jogar e aplicar truques. Muito do que julgamos ser verdadeiro pode ser apenas uma memória falsa que seu cérebro implantou em sua mente! Pois é, foi pensando nisso que nós separamos abaixo 7 truques que seu cérebro usa contra você! Dá uma olhada!

1 – Fica repetindo coisas contra sua vontade

Você já ficou com algo na cabeça que detestava? Uma música, por exemplo… Aquela que você mais odeia na face da Terra, mas que por algum motivo, nunca esquece. Bom, a explicação dada por cientistas é que seu cérebro começa a brincar com você, e fica preso em um loop, ou seja, é como se ele estivesse dando muitas voltas r caindo sempre no mesmo lugar, e é lá que ele encontra a música e fica repetindo por diversas vezes.

É bem provável que você já tenha se prendido a um refrão de uma música, mesmo sem saber o restante. Depois que canta esses versos, seu cérebro tenta passar pra os próximos mas não consegue, fazendo com que sempre volte na tentativa de conseguir terminar na próxima vez. Depois de um longo tempo lutando contra as Spice Girls, os cientistas estavam determinados a encontrar uma forma de quebrar o “feitiço”.

Após algumas tentativas falhas, descobriram que a melhor forma de se livrar desta situação o mais rápido possível é se concentrando em atividades cognitivas, desde que elas não sejam muito fáceis e nem muito difíceis. O melhor seria tentar resolver uma palavra cruzada, ler um livro… Coisas do tipo.

2 – Impulsos morais

Certamente a maior parte dos habitantes destas terras tem opiniões muito fortes e certeiras quando se trata de certos assuntos tabu, a exemplo de incesto e canibalismo. Provavelmente a maioria julga atos como estes completamento errados, e que não existe perdão para quem os comete. Bom, acontece que pesquisadores descobriram que quando questionados sobre o porque isso seria tão errado, os cérebros das pessoas não conseguiram encontrar uma resposta plausível.

Seu cérebro te faz acreditar em algo, mas não te mostra as razões para isso. É como se ele estivesse te alienando… É claro que estes são valores morais e éticos de nossa sociedade, mas explicar o porque de forma racional é realmente complicado.

Os pesquisadores levantaram a seguinte hipótese: alguém estava trabalhando com um corpo que seria cremado de qualquer jeito, então decidiu tirar um pedaço e levar pra casa na intenção de comer mais tarde, fazendo todo o processo comum que envolve o preparo de carnes. Os participantes da pesquisa foram questionados se aquilo seria errado, e caso positivo, deveriam explicar os motivos. Todos ficaram com um sentimento muito forte de desprezo pela situação levantada, mas ninguém conseguiu explicar racionalmente porque seria errado. Acredita-se que os tabus da sociedade estejam de alguma forma, enraizados em nosso cérebro de forma tão poderosa que não precisamos de um porque pra isso, apenas precisamos sentir.

3 – Se acomoda quando você usa muito o GPS

Você tem o costume de usar GPS? É desses que sempre utiliza o dispositivo pra onde quer que vá, apenas como uma garantia de que não vai se perder? Bom, talvez seja hora de parar com isso. O cérebro tende a ficar mais preguiçoso quando se usa muito GPS, e por mais que você saiba a rota, seu cérebro vai acabar te negando isso. Acontece que usar excessivamente o GPS dificulta para nós a criação de mapas espaciais em nossa mente, ou seja, faz cm que nossa noção espacial e geográfica fique completamente abalada, sem contar que pesquisadores ainda concluíram que isso pode levar à riscos de demência precoce.

O ideal é usar GPS apenas para ir em lugares totalmente desconhecidos por você, e depois de ir pela primeira vez, tentar acertar o caminho nas outras vezes sem precisar do dispositivo como uma muleta para se apoiar.

4 – Ilusões

É bem provável que você não seja exposto a uma situação que anule seus sentidos, mas caso aconteça, não fique preocupado se começar a enxergar coisas estranhas ou escutar barulhos do nada… É apenas mais um truque de seu cérebro! Pesquisadores fizeram um experimento em que colocaram algumas pessoas dentro do que é chamado de câmara anecoica, que é uma sala preparada para anular qualquer tipo de ruído ou luz. Nada poderia ser visto ou escutado lá dentro, mas mesmo assim, as pessoas relataram que viam coisas estranhas por lá, a exemplo de formas e até mesmo rostos. Outro relataram ouvir barulhos amedrontadores, e alguns ainda tiveram experiências olfativas.

De forma ainda mais estranha, alguns disseram acreditar que algo importante acontecia enquanto estavam ali dentro, ou que se preparavam pra dar de cara com algo extremamente maligno. De acordo com os pesquisadores envolvidos, isso acontece porque nosso cérebro fica confuso quando é exposto a situações em que nossas sensações sensoriais são privadas, começando então a criar coisas para preencher esse vazio, fazendo com que não sejamos capazes de distinguir algo real do imaginário.

5 – Sente dor pelos outros

Você já viu alguém acertar o cotovelo em uma quina, ou bater o dedinho do pé em algum lugar, e parece ter sentido tanta dor quanto a pessoa? Ou apenas escutou uma história de alguém que se machucou feio e sentiu certa agonia como se fosse com você? Pois é, acontece! Os pesquisadores chamam isso de dor simpática. Cientistas estudaram esse fenômeno com a ajuda de máquinas de ressonância magnética que analisaram como o cérebro de voluntários reagia enquanto as pessoas olhavam para rostos fazendo expressões de dor ou coisa semelhante.

Foi descoberto então que o cérebro, em ambos os casos, mostra o mesmo tipo de atividade, o que quer dizer que ele reage da mesma forma se você tiver sido exposto a uma situação de dor, ou apenas estiver observando outra pessoa. A parte do cérebro responsável pelo ato é chamada de “área espelho”, sendo que os cientistas acreditam que temos “neurônios espelho” que são os grandes responsáveis por criar essa simpatia entre as situações.

6 – Memórias falsas

Quem é que duvida de suas próprias lembranças, não é mesmo? Em um mundo em que existe tanta coisa falsa, a única coisa que realmente podemos confiar é em nossa memória! Bom, será mesmo?! Em alguns estudos relacionados ao tema, cientistas descobriram que é muito fácil plantar falsas memórias em nossa mente.

De acordo com um dos envolvidos na pesquisa, a razão que nos leva a ser enganados de forma tão fácil assim é que nossa mente tenta assumir tudo que está em volta, mas como é algo muito difícil, ela acaba falhando, o que nos leva a ter certas lacunas na memória.

Para lidar com isso, automaticamente, nossa mente implanta qualquer tipo de memória que julga ter relação com algo que vivemos  recentemente, mesmo que não tenha.

7 – Hipnagogia

Temos a mania de pensar que apenas drogas são capazes de nos provocar alucinações, mas isso não é exatamente verdade. Existem as alucinações hipnagógicas que acontecem no período em que você está adormecido, mas não está de fato dormindo. Ainda existem as que acontecem quando você está acordando, chamadas de hipnapompicais. Ambas podem ser de natureza visual ou auditiva.

Se você acha que são apenas sonhos, está bem enganado. A pesquisa realizada em torno do tema mostrou que o cérebro nos faz alucinar enquanto estamos meio conscientes. Pode acontecer principalmente quando estamos muito cansados e ficamos “pescando”. O fato é que o cérebro adora nos pregar peças.

Fonte: Fatos Desconhecidos

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe sua resposta