Home Destaque Assistência Social capacita mulheres no curso de Crochê em Barbante

Assistência Social capacita mulheres no curso de Crochê em Barbante

0

A Prefeitura de Diamantino, através da Secretaria de Assistência Social, promoveu mais uma capacitação no município. Desta vez, foi o curso de “Crochê Básico em Barbante”, oferecido em parceria com o Sindicato Rural e o Senar – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural.

O curso foi realizado no Salão Paroquial da Igreja São Gonçalo, no Bairro da Ponte. Ao todo, 15 mulheres receberam a capacitação. A coordenadora de cursos e projetos Alcina Pereira, explica que o principal objetivo dos cursos oferecidos pela Secretaria de Assistência Social é proporcionar renda extra para as famílias. “A população no geral, que queira participar, estamos sendo inserindo [nos cursos]. O objetivo é o aumento de renda. Para as pessoas saírem da baixa renda e terem um rendimento em sua economia. As pessoas podem vender esses tapetes. Mas, para isso, terão que se aprimorar mais”, explica.

O prefeito Eduardo Capistrano enfatiza a importância de incentivar o empreendedorismo através dos cursos da Secretaria de Assistência Social. “Esses cursos que nós estamos oferecendo em parcerias com entidades como o Senar, o Sindicato Rural, é para desenvolver essas pessoas, para que possam ser empreendedoras, terem uma outra fonte de renda. Temos que buscar isso cada vez mais”, afirma.

A mobilizadora de cursos do Sindicato Rural, Jakeline Ascari, destaca a responsabilidade social das entidades envolvidas, no intuito de promover mais qualidade de vida através dos treinamentos oferecidos gratuitamente. ”O intuito do Senar, em parceria com o Sindicato Rural é justamente esse: capacitar cada vez mais, com treinamentos, a comunidade. Tanto o pessoal das comunidades rurais, como da cidade”, reforça.

A instrutora do Senar, Maria de Lourdes, recebeu inúmeros elogios das participantes do curso. É claro que, para ela, esse reconhecimento é muito importante. “Para nós é muito grafificante. Escutar o que as alunas falaram. É sinal que valeu a pena esses dias que ficamos juntos e passamos um pouco daquilo que a gente sabe”, ressalta.

A servente Juvanita Fátima da Costa, que já tinha algum conhecimento no trabalho de crochê em barbante, aproveitou o curso e acabou aprendendo um pouco mais. “Eu tinha um pouco de experiência, mas não da forma como ela [ instrutora] ensinou agora. É bem diferente do jeito que eu fazia. Aprendi mais coisas que eu não sabia. Agora, quando estiver em casa, parada, posso fazer um pouco de crochê e ganhar mais um ‘dinheirinho’ extra”, destaca.

Assessoria de imprensa

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe sua resposta