Home Geral Deputado acusa CNJ e quer fim da união homoafetiva

Deputado acusa CNJ e quer fim da união homoafetiva

0

Victório Galli (PSC), deputado mato-grossense, protagoniza mais um capítulo da novela “Eu odeio os gays”. Desta vez, o parlamentar propôs projeto de lei para acabar com a resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), autorizando a união civil homoafetiva.

Galli alega que o CNJ não deveria dar pitaco no assunto que, segundo ele, é privativo do Congresso Nacional.

Textualmente diz: “O CNJ não pode se apropriar de prerrogativas do Congresso Nacional. Não é democrático o Judiciário brasileiro romper com a harmonia entre os poderes constituídos da República Federativa do Brasil”.

Parece que o parlamentar demorou para descobrir a suposta “usurpação” de poderes por parte do CNJ.

A resolução é de maio de 2013 e trata da “habilitação, celebração de casamento civil, ou de conversão de união estável em casamento, entre pessoas de mesmo sexo” e assinada pelo então presidente, ministro Joaquim Barbosa.

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe sua resposta