Home Polícia Criança de quase 2 anos é atropelada e arrastada por carro em...

Criança de quase 2 anos é atropelada e arrastada por carro em cidade de MT

0

Menino ficou preso no peito de aço e foi arrastado por mais 25 metros. Acidente ocorreu no município de Cáceres, nesta quarta-feira (25).

Um menino, de um ano e 10 meses, foi atropelado e arrastado por um carro na cidade de Nova Lacerda, cidade a 667 km de Cuiabá. Segundo o boletim da Polícia Militar, ele foi arrastado por mais de 25 metros enquanto estava preso no peito de aço, embaixo do veículo. A criança foi atropelada por um parente, nesta quarta-feira (25), que saiu de ré e não a viu. O menino sofreu escoriações no rosto e nas costas.

O condutor do veículo, que mora em Cuiabá, tem um relacionamento com a irmã da avó da vítima e após discutir com a esposa, entrou no carro que estava estacionado em frente à residência da família, e saiu de ré. Segundo relatos do pai da criança, o suspeito, de 29 anos, não percebeu que a criança estava atrás do veículo.

A família da vítima mora ao lado da casa da avó, onde o motorista e a companheira estavam a passeio. Conforme informações da Rádio Centro América FM de Cáceres, várias pessoas gritaram para que o homem parasse. O motorista chegou a frear o veículo após andar 20 metros, momento que o tio da criança tentou retirá-la de baixo do carro, sem sucesso. Seis metros adiante, a criança se desprendeu do peito de aço e caiu no chão.

Socorrido por familiares, o menino foi encaminhado para um hospital na cidade de Pontes e Lacerda, a 100 km de Nova Lacerda. De acordo com o pai do menino, ele sofreu escoriações pelo corpo, principalmente, nas costas e no rosto, mas não corre risco de morrer. “Pedi a Deus que ele salvasse meu filho e Ele me ouviu” contou. A vítima permanece hospitalizada em observação.
download
O condutor deixou a cidade, mas foi abordado e preso no posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR-174. Em depoimento, o suspeito admitiu o atropelamento involuntário e afirmou que sabia que a criança estava presa, mas não parou por medo de ser linchado. Ele ainda disse, que a intenção é seguir de volta para Cuiabá e se apresentar em uma delegacia.
O delegado de Cáceres, Mário Roberto de Souza, declarou que ainda espera as testemunhas para então ver em que crime o homem deve ser enquadrado. O suspeito permanece detido.

G1MT

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe sua resposta